" />

As pinturas hiper-realistas do austríaco Gottfried Helnwein

Gottfried Helnwein é um artista austríaco que ficou famoso por suas pinturas perturbadoramente hiper-realistas através das quais expõe os horrores que muitas vezes são tratados como tabus na sociedade, como guerras e violências diversas, especialmente a crueldade humana nestas situações.

Gottfried Helnwein nasceu em 08 de outubro de 1948 em Favoriten, um distrito de Viena, na Áustria. O jovem Helnwein cresceu sob o pesado clima que rodeava a sua cidade após o fim da Segunda Guerra Mundial. Todas as pessoas que conhecia estavam tentando passar a borracha sobre os aterradores acontecimentos vividos durante a guerra, o que despertava a curiosidade do jovem, justamente porque nunca tinha os seus questionamentos respondidos.

Foi assim, que cansado de não obter respostas, Helnwein decidiu se expressar por meio da arte. Em suas telas começou a dar vazão a todas as atrocidades que tinha conhecimento como também à ansiedade psicológica e sociológica. Um de seus primeiros trabalhos Life not Worth living (1979) foi inspirado em uma barbárie cometida durante o regime nazista. Também conseguiu ser aceito na Academia de Belas Artes de Viena ao submeter uma pintura em que mostrava um ato de violência.

Nesta época passou a fazer algumas performances pelas ruas de Viena em que saía envolto por bandagens que simulavam estar ensanguentadas. Como também passou a fotografar crianças igualmente enroladas em bandagens. O tema surgiu posteriormente em suas pinturas a óleo e acrílico, já no estilo hiper-realista, e ajudaram a alçar o seu nome internacionalmente.

De seus autorretratos e performances na década de 1980 resultaram em parcerias na área musical como a capa do álbum Blackout (1982) da banda Scorpions. Posteriormente contribuiu com uma sessão de fotos da banda Rammstein em 1997 e também na coleção The Golden Edge (2003) em que fotografou o músico Marylin Mason e sua esposa na época, Dita Von Teese.

Neste ínterim, a cultura pop se faz presente na arte de Helnwein através dos quadrinhos. Personagens como Pato Donald e animes japoneses são presenças marcantes em diversas de suas obras. Entre seus trabalhos mais significativos vale citar as séries O Murmúrio dos Inocentes e The Disasters of War.

O artista divide-se atualmente entre Los Angeles, onde instalou seu estúdio e a Irlanda, inclusive recebeu a cidadania irlandesa em 2004. Helnwein tem quatro filhos que também seguiram os passos do pai e se tornaram artistas. Em 2013 o Museu Albertina, em Viena, organizou uma exposição com uma retrospectiva de seu trabalho e recebeu mais de 250 mil visitantes.


Acesse a galeria para admirar mais a obra de Gottfried Helnwein no Pinterest: https://br.pinterest.com/thaisslaski/arte-mat%C3%A9rias-do-site/gottfried-helnwein/


Crédito Imagens: 
https://www.helnwein.com/

Compartilhe com seus amigos