" />

O Pequeno Príncipe – Há décadas cativando crianças e adultos

Com uma narrativa poética, leve e cheia de trechos reflexivos, O Pequeno Príncipe, livro escrito pelo francês Antoine de Saint-Exupéry, vem há décadas cativando o coração de pessoas ao redor do mundo. Tendo sido ele próprio um aviador, Saint-Exupéry ainda ilustrou em aquarela alguns trechos da obra.

Publicado pela primeira vez em 1943, o livro narra em primeira pessoa o conto de um solitário aviador que em uma de suas expedições aterrissou no deserto do Saara, após uma pane de sua aeronave e ali encontrou um rapazinho encantador: o Pequeno Príncipe. Vindo de um planeta longínquo, o jovem Príncipe relata a sua história cativante com uma flor caprichosa e que o levou a abandonar o seu planeta e assim percorrer outros tantos, até chegar à Terra.

Frustrado com as suas tentativas de se tornar um pintor ainda criança, o Aviador é desafiado a resgatar a paixão pelo desenho quando o Pequeno Príncipe lhe pede que desenhe um carneiro. Em troca, o Pequeno Príncipe conta a sua saga que envolve uma infestação de baobás, um rei sem súditos, um homem que colecionava estrelas, um bêbado e um geógrafo, além é claro, de uma rosa e seus quatro espinhos.

Mas o que une um solitário aviador e um pequeno príncipe de um asteroide praticamente desconhecido? Entre algumas reflexões pessoais, ambos não conseguem compreender com precisão o mundo sério e fundamentado em números dos adultos, que deixam de apreciar a beleza e simplicidade de um desenho infantil. Compartilham assim de uma jornada de autoconhecimento e que se desenvolve em uma bela amizade. Escrita inicialmente para o público infantil, a obra apresenta questionamentos que são essenciais para que os adultos não esqueçam da criança que um dia eles foram.

Credito Imagens:
Thais Slaski
Quadro Jabuticabeira - Thais Slaski - https://youtu.be/5gWUgLFpqhI
Compartilhe com seus amigos